A Vexia ajudou várias empresas a maximizarem seus resultados em 2018. Para 2019, a expectativa é ainda melhor. Saiba mais!

Em um cenário de transformação digital e de retomada do crescimento no Brasil, é preciso fazer investimentos que ajudem as empresas a crescer de maneira sustentável, com vantagens competitivas.

Com a sanção da Lei da Terceirização, válida inclusive para atividades que fazem parte do core business, o mindset das organizações começa a mudar. Esse foi um dos aspectos perceptíveis pelos resultados da Vexia em 2018.

Ao trabalhar com Business Process Outsourcing (BPO), Information Technology Outsourcing (ITO) e Governança, Risco e Compliance (GRC), a empresa está à frente das principais mudanças de mercado com o objetivo de fornecer competitividade aos clientes. Por isso, trabalha questões estratégicas que visam à melhoria da performance.

Neste artigo, apresentamos as expectativas para 2019 a partir dos resultados alcançados, contexto do mercado e tendências para o futuro.

Análise do mercado econômico

A chegada de um novo governo e as mudanças implementadas fazem perceber que o Brasil tende a adotar uma política econômica voltada ao mercado. Essa é uma expectativa macro, na qual devem ser inseridas regras mais uniformes, sem conceder grandes vantagens ou concessões para determinados segmentos que ignorem razões técnicas e o foco na responsabilidade fiscal.

Essa prática traz um componente de competitividade. O Brasil deixa de ter a chamada concessão de alíquota ou de outros benefícios, que “inflam” segmentos específicos de maneira artificial. Com esse novo patamar de cenário macroeconômico, há mais previsibilidade de retorno de médio e longo prazos para os investidores.

Junto a isso, existe a expectativa de implantação de reformas estruturantes, especialmente a previdenciária e o ajuste nas contas públicas. Caso esse processo seja adotado, as previsões para a economia são positivas. O crescimento deve ficar entre 2,7% e 3%.

O segmento industrial tende a se expandir 3%. Em relação aos investimentos — que impactam a alta verificada em diferentes segmentos —, a projeção é de elevação de 6,5%.

Por sua vez, a inflação deverá fechar em 4,1%, abaixo da meta estipulada pelo Banco Central. A taxa média de juros terminará o ano em 6,83%, provavelmente. Esses dados sinalizam a retomada do crescimento da economia brasileira. Portanto, esse é o momento ideal para pensar em estratégias que visem ao alcance de melhores resultados.

Análise do setor de outsourcing

Diferentes tendências — como automação, transformação digital e capacidades cognitivas — exigem muitos investimentos especializados por parte das empresas. O full outsourcing surge como a chave para garantir eficiência, produtividade e vantagem competitiva.

Além disso, empresas que atuam nesse segmento, como a Vexia, garantem o alinhamento das atividades entre os setores e contribuem para tomadas de decisão acertadas. Essa informação é confirmada pelos dados do outsourcing e sua importância para o mercado.

Somente em relação ao setor de TI, o crescimento da receita foi de R$59,6 bilhões para R$104,9 bilhões de 2010 a 2017 — são dados do 3o Seminário Brasscom Políticas & Negócios. O faturamento da TI in house apresentou uma alta de 5,9% ao ano, enquanto a terceirização avançou 10,5% ao ano. Nesse cenário, o outsourcing tem uma participação de 58,8%, com faturamento anual acima de R$61 bilhões.

Por sua vez, é importante mencionar que o BPO deve crescer de maneira contínua, especialmente porque a Lei da Terceirização traz segurança jurídica. O CEO da Vexia, Roberto Uemoto, ainda ressalta que “no último relatório da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Tecnologia) foi indicado um crescimento anual do mercado de outsourcing no nível de 7% ao ano”.

Uemoto ainda faz uma analogia com o cenário nos Estados Unidos, Europa e Ásia. “Se você comparar, por exemplo, o mercado americano com o nosso, ele é dezenas de vezes maior. Se estamos em um contexto em que a economia é cada vez mais global, é natural essa tendência de encostar nos mercados mais maduros”.

Nesse contexto, é preciso conhecer os resultados da Vexia em 2018 e sua contribuição para esses dados.

Resultados da Vexia em 2018

Apesar de 2018 ter sido um ano complexo devido ao cenário macro distinto dos demais e aos problemas de estabilidade política no país, os resultados foram bastante positivos para a Vexia. A empresa dobrou de tamanho — sendo que tal feito foi conquistado pela segunda vez consecutiva.

A maior contribuição foi do primeiro e do quarto trimestres, que foram muito bons. O segundo e o terceiro apresentaram resultados moderados devido ao cenário relacionado às eleições, que levou empresas e investidores a frearem grandes investimentos.

O cenário foi apresentado pelo VP ITO da Vexia, Ricardo Castro, que destacou: “Depois dessa definição das eleições, tudo o que trabalhamos em termos de oportunidades durante o ano fizemos muito bem ao final do ano. Para se ter uma ideia, batemos a meta de signing (assinatura) de contrato e, novamente, o resultado foi termos dobrado de tamanho em 2018”.

Para 2019, a esperança recai, principalmente, no aspecto regulatório. Se antes da Lei da Terceirização os empresários enxergavam algum risco no outsourcing, mesmo que não existisse, agora eles sabem que é uma atividade regulamentada.

Outro critério relevante se refere à própria estratégia da terceirização, que deve ser fortalecida pela necessidade de crescimento e sobrevivência das organizações no âmbito da competitividade. Isso significa que será necessária uma mudança de mentalidade.

O mindset agora precisa ser ágil e competitivo, dois fatores bem trabalhados pelo outsourcing. A tendência é que o mercado brasileiro fique parecido com os mais maduros, em que há cada vez menos empresas dispostas que desejam fazer parte operar cadeias produtivas com escopo muito amplo e complexo, uma vez que isso requer uma alta complexidade para seu gerenciamento. A tendência, nesse contexto, é que haja cada vez mais foco no core do negócio.

Um exemplo é a Coca-Cola, que há muito tempo não tem mais fábricas, pois terceirizou todos os processos. O mesmo aconteceu com a Nike. Agora, o core business é a tecnologia do produto. Essa é uma tendência natural, na qual surgirão segmentos muito especialistas em determinados assuntos, como no back office.

Assim, são criados ecossistemas, em que cada player tem foco no seu negócio específico. De maneira individual, eles são mais otimizados, flexíveis e ágeis. Tal contexto deve fortalecer os resultados a serem alcançados pela Vexia nos próximos anos.

Ofertas de valor bem recebidas pelo mercado

O movimento de outsourcing — seja BPO, ITO ou GRC — traz algumas questões ao conhecimento de todos. A primeira delas é que o mercado demanda companhias mais ágeis e dinâmicas. A terceirização estratégica vai ao encontro dessa necessidade, porque torna a estrutura mais leve. Tudo que não faz parte do core business é terceirizado e repassado para uma empresa com expertise no assunto. Com isso, as organizações focam mais os resultados e têm um comportamento flexível.

Além disso, há uma redução de custos significativa, com qualidade de serviços — sem ter, necessariamente, todos os recursos dentro do negócio. Essa tendência é ainda mais adequada para empresas com meta de crescimento acelerado, que conseguem focar o core ou que sofreram muito com a crise e estão com seus quadros comprometidos em termos de capacidade de entrega. Nessas situações, além de um potencial extra de diminuição de gastos, a Vexia consegue realizar esse processo de forma estável, com garantias, controle e compliance.

Nos últimos anos, sociedade e empresas também se movimentam com o objetivo de alcançar um patamar mais elevado no que se refere à gerenciamento de riscos, ética e ao compliance. Embora seja um movimento social, impacta o mundo corporativo por exigir relações mais transparentes e fortes em termos de conformidade e regulação.

Vale a pena destacar que o mercado está alerta com os aspectos de conformidade, controles internos, segurança dos dados e gestão dos riscos. Isso significa que gerenciar as ameaças já deixou de ser uma atitude a ser feita para a auditoria. Na verdade, é um assunto de conselho, pois dentro das principais pautas desse órgão está a relação risco e retorno de investimentos e ativos.

Outro exemplo relevante para o compliance é a Lei Geral de Proteção de Dados, anunciada em 2018. A legislação que dispõe sobre o tratamento de informações pessoais no Brasil apresenta uma regulação mais compatível com mercados maduros e alcança todos os agentes da nossa sociedade, fazendo com que as organizações comecem a tratar dados e informações com uma visão de um ativo estratégico.

Nesse contexto de ofertas e valores bem recebidos pelo mercado, o diferencial da Vexia é sua postura. Enquanto os concorrentes sugerem melhorias e recomendam processos, a empresa coloca em prática as ações. Dessa forma, quando é oferecido um segmento de serviços, está de acordo com o compliance, a regulamentação, uma estrutura de controle robusta e uma visão de risco eficiente.

O VP de GRC, João Orzzi, ainda ressalta: “Aqui, nós processamos uma gama de informações de vários clientes. Então, sobre gestão de riscos, temos um conceito implementado que está maduro e consistente. Na parte de controles internos, temos todo um modelo, que é o Quality & Control. A segurança da informação, monitoramento e proteção de dados e avaliações forenses, permeiam todas as nossas operações o que nos possibilita prestar também esses serviços pela prática que temos em nossos processos”.

“Os serviços prestados por GRC também contam com equipe especializada em compliance e due-diligence, além de um time de advogados com ampla experiência em gestão de escritórios jurídicos. Hoje a Vexia está, na realidade, mostrando para o mercado aquilo que construiu ao longo de 20 anos”, completa.

Tecnologia e as demandas do mercado

No aspecto tecnológico, o mercado continua com alta demanda. Afinal, são realizados investimentos nesse setor mesmo em período de crise. O objetivo, nesse caso, é reduzir custos. No entanto, o foco sempre deve ser a transformação digital a fim de conquistar vantagem competitiva.

As empresas efetivamente usam dados e modificam informações. No contexto atual, esse processo começa a fazer parte da entrega ao mercado ou da apresentação de novos serviços digitais. A Vexia apoia esse movimento das companhias em busca da transformação digital.

Essa é uma grande demanda e os CIOs, principalmente, têm essa responsabilidade. O cuidado adotado pela Vexia é administrar primeiro o legado — ou seja, a antiga TI — com vistas à qualidade e à redução de custos. Em um segundo momento, é feita a jornada de transformação para um ambiente mais flexível, seja em cloud ou com o uso de aplicações móveis.

Na terceira etapa, a finalidade é apoiar as empresas no desenvolvimento de soluções digitais com o uso de inteligência artificial, Big Data e outras tecnologias. Assim, são acrescentados os parceiros e as startups que trabalham com a Vexia, a fim de atingir melhores resultados.

Vale mencionar que todo esse contexto é potencializado devido ao conhecimento profundo do cenário regional. Isso é o que destaca Uemoto, CEO da Vexia. “Essa é uma vantagem que a Vexia tem com relação a seus concorrentes globais, que buscam ter soluções e padrões globais em contrapartida a soluções locais e customizadas. Nosso país ainda é bastante particular em termos de leis, regras e cultura. Nossa região ainda é bastante fechada. Isso traz muitas particularidades em qualquer prática. Existe um tracking, um histórico e conhecemos muito bem isso”.

Essa informação fica evidente quando é utilizado o exemplo do BPO. O Brasil tem regras fiscais distintas, normas de folha e previdência diferenciadas, entre outros critérios. O cenário de mudanças derivado do eSocial, do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) e da Reforma da Previdência exigem um conhecimento aprofundado. Assim, ter conhecimento específico das particularidades de cada uma dessas mudanças e entender os impactos nos negócios torna-se uma vantagem competitiva.

Principais clientes e projetos realizados em 2018

A Vexia é uma companhia que atua em parceria com vários segmentos e uma série de linhas de novos mercados, entre elas: construção, tecidos, calçados, elétrico e jurídico. Por isso, é uma companhia que abrange uma atuação em vários tipos de negócios.

Com a entrada em setores regulados, existe uma exigência grande pelo cumprimento de compliance — e os resultados alcançados durante os 20 anos de atuação são sólidos e positivos.

Orzzi reforça que a habilidade construída pela Vexia ao longo de sua história permitiu entender diferentes segmentos. “Nascemos com essa cultura de apoiar empresas de diversos setores — e isso tem se consumado nos últimos dois anos. Temos clientes dos mais diversos portes e segmentos (indústria, serviços, mineração etc.) ao mesmo tempo em que temos companhias multinacionais enormes e empresas nacionais pequenas”.

A Vexia mostra-se diferente ao fazer uma oferta de valor que atenda a todos os portes e segmentos com soluções customizadas.

Foco no core business

Em 2018, a Vexia alcançou vários cases provenientes da área de conformidade, embora também tenha havido atuação em soluções de sistemas cognitivos e uso da inteligência artificial por meio de startups e outros negócios. Um desses cases tem relação com o direcionamento para o core business e o conhecimento regional.

A empresa de que estamos falando é argentina e atua no varejo. Sua presença abrange toda a América Latina e, em 2018, ingressou também no Brasil. Apesar da complexidade da tarefa, devido aos muitos trâmites burocráticos inerentes do país para a criação das companhias, a implementação foi muito bem sucedida.

Com o apoio total da Vexia, o procedimento de entrada no mercado brasileiro pela empresa argentina foi muito mais fácil. O trabalho foi realizado desde o back office até a Relações Públicas e toda a mão de obra da parte administrativa, com acompanhamento jurídico em todas as etapas da operação . Assim, o cliente ficou responsável somente pelos aspectos estratégicos: onde as lojas seriam abertas, o público a ser atendido, entre outros quesitos que impactam o varejo.

Outsourcing em prol da aviação executiva

Também demonstrando a grande capacidade da Vexia em implementar estratégia, outro case de sucesso teve como foco o ato de deixar a atividade de back office para ter mais tempo para se dedicar ao negócio. Este cliente da Vexia é da área de aviação executiva e o contato é realizado diretamente com o CFO. Por mais que o executivo já soubesse algumas informações sobre outsourcing, a atividade era algo novo — e que não estava 100% inserida no contexto administrativo-financeiro.

A partir do momento em que a Vexia começou a fornecer o suporte necessário, ele teve mais tempo para atuar de maneira estratégica. Hoje, o CFO da companhia cuida de toda a parte de informações. Logo, o tempo que ele gastava se dedicando a gerir pessoas, pagamentos e recebimentos foi substituído pelo acompanhamento das operações, a fim de conquistar resultados significativos.

Benefícios para a TI

Por sua vez, outra empresa com TI obsoleta, cara e com problemas de estabilidade contratou a Vexia. Foi feito um assessment, identificando um road map para o futuro. Com a realização de investimentos, relacionados a novos equipamentos e servidores, a empresa usufruiu de melhores resultados e operações.

A consequência foi a realização de um serviço mais barato do que se tinha anteriormente. Esse benefício é derivado da atualização da tecnologia, que reduziu os custos de manutenção e permitiu ter acesso a sistemas mais aderentes às necessidades do negócio.

GRC em ação

Outro caso importante atendido pela Vexia em 2018 foi de um setor com uma regulação mais rígida: o de energia. Várias dessas empresas também estão listadas na Bolsa de Valores e têm uma governança muito mais rígida. Nesse contexto, cabe à Vexia colocar em prática o GRC e ainda ajudar essas empresas na adequação das regras da B3, a bolsa de valores brasileira.

Projeções para 2019

Segundo Uemoto, a expectativa para 2019 é bastante positiva. “Hoje, nós estamos com algumas propostas colocadas, que infelizmente ainda não podemos divulgar. Mas estamos disputando com players relativamente grandes e já conhecidos no mercado. Isso nos deixa bastante animados em saber que a Vexia disputa de igual para igual com empresas que já estão há anos no mercado e são internacionais”, comenta.

Essas novidades surgem, principalmente, porque o Brasil tende a ter uma política econômica voltada para o mercado. Com isso, há mais investimentos e previsibilidade. A Vexia está inserida nesse contexto e fornece um alto nível de competitividade para os clientes.

Em vez de as companhias realizarem investimentos no back office, é mais interessante adquirir como serviço, porque o valor aplicado é diluído e passa a ser um custo variável. Assim, é pago somente o que é utilizado. Além disso, há um grande expertise regional, com profissionais seniores.

Por outro lado, o do GRC, é importante compreender que não existe economia forte se não há foco em transparência e compliance. É muito difícil ter um contexto econômico robusto quando não existe segurança jurídica, porque essas variáveis estão inter-relacionadas, de modo a atrair mais investimentos.

Esses benefícios nos ambientes político e econômico ainda são complementados pelos esforços da Vexia, especialmente pela maneira como os serviços são vendidos. Os executivos são tirados de sua preocupação com a parte administrativa, de gestão e processos para que possam efetivamente focar o negócio.

Essa atitude é evidenciada por Orzzi, o VP de GRC. “Estamos oferecendo uma série de serviços que estão exatamente em linha com aquilo que ele teria que cumprir sobre legislação. Hoje, só para dar uma ideia, a credibilidade é um dos maiores ativos da empresa, seguido da informação. Então, nós garantimos que ele tenha a credibilidade adequadamente alinhada por meio da nossa prestação de serviços”.

Com o trabalho da Vexia, o gestor tem tempo de focar o que traz retorno, ou seja, a produção e a negociação de produtos e serviços gerados. Assim, é conquistada a valorização dos ativos.

Por todos esses fatores, a expectativa para 2019 é continuar crescendo nas três linhas de negócio. No mercado de outsourcing, ainda há necessidade de amadurecimento no Brasil. Pela necessidade de competição que será exigido em um mercado mais liberal e a demanda por companhias mais ágeis, o mercado de TI já está em profunda mudança devido à transformação digital.

O mercado de GRC, com a gestão de riscos e o reconhecimento da importância dessa prática para a estratégia do negócio e a sobrevivência da empresa, também deve ser fortalecido. De acordo com Orzzi, “[a Vexia] está muito forte em todos os setores. Oferecemos processos com tecnologia embarcada. A questão é rever processos, transformá-los e oferecer uma solução. Como somos especialistas nisso, deixamos nosso cliente focar em oferecer a solução do seu negócio“.

Por isso, a expectativa da Vexia é de crescimento ao longo dos anos. O desejo é ser um player representativo de outsourcing no mercado regional em um primeiro momento. Para chegar lá, serão utilizadas diversas ferramentas e parcerias, como startups, inteligência artificial, Big Data e outras soluções que modifiquem as atividades de back office.

No entanto, é mais que utilizar a tecnologia. É preciso realmente montar uma solução que vai ter inteligência artificial, aplicativo móvel e outros recursos, mas também terá pessoas e processos. Por fim, é necessário ter uma ligação forte com o contexto regional para garantir o cumprimento de todas as necessidades — esse é o principal diferencial da Vexia.

Com todos esses detalhes sobre os resultados da Vexia em 2018, fica claro que a empresa tem um caminho de sucesso a seguir em 2019 e nos próximos anos. O tema governança, riscos e compliance continuarão fortes, sendo o foco para as próximas iniciativas.

Se você também quer que sua empresa tenha os benefícios que citamos ao longo deste post, entre em contato com a Vexia! Fale com um de nossos especialistas e veja como sua empresa pode alcançar o sucesso!

Consulte um especialista Vexia.


Envie sua mensagem que um especialista Vexia retornará o contato. Obrigado pelo interesse!

Buscar