28.11.2017
O que é SD-WAN?

Em um mundo cada dia mais impactado pela tecnologia, manter a empresa conectada é passo primordial para seu sucesso. Nesse cenário, já podemos adiantar que as soluções tradicionais para o estabelecimento de canais de troca de dados costumam ser aquelas baseadas em redes WAN — Wide Area Network. O problema é que, como a transformação digital aumentou a quantidade de canais, é preciso conjugar internet banda larga e recursos de wireless.

É por isso que cada vez mais empresas vêm adotando soluções SD-WAN, que corresponde ao próximo passo em infraestrutura de TI voltada para a comunicação. Quer saber mais sobre esse recurso e entender como ele pode ser útil para seu negócio? Então continue lendo!

Afinal de contas, o que é SD-WAN?

Por definição, SD-WAN (ou balanceamento definido por software) é uma forma de criar redes de longa distância, conhecidas por meio da virtualização de WANs, controlando-as e as gerenciando em um único lugar. Ao contrário da WAN tradicional, a SD-WAN proporciona mais agilidade e redução de custos.

Para que isso seja possível, a SD-WAN cria uma rede híbrida de acordo com a aplicação em uso. Ela é capaz, assim, de resolver automaticamente se o canal de transmissão de dados usado será uma rede 4G, se será internet banda larga ou uma rede interna de wi-fi.

A escolha do melhor canal de comunicação leva em conta uma série de fatores, como custos da transmissão, nível de segurança e agilidade da entrega. Tudo isso é definido antecipadamente, de acordo com a política de TI de cada empresa.

Quais são as principais vantagens?

Por representar um avanço enorme no campo de soluções de TI, apostar na SD-WAN traz ganhos reais para a empresa a curto, médio e longo prazos. Para sanar quaisquer dúvidas nesse sentido, listamos aqui os principais ganhos gerados pelo uso do balanceamento de rede definido por software. Confira!

Diminuição de custos

O primeiro benefício do uso da SD-WAN vem com a redução de custos, que é bastante considerável. Afinal, a alternativa tradicional demanda uma grande alocação de recursos, principalmente quando a empresa usa MPLS VPNs — redes públicas de internet.

Como o SD-WAN também leva em conta o custo de cada tipo de transmissão, pode apontar para o momento ideal de uso da internet pública e para os dados que precisam transitar por redes privadas. Tudo isso, vale lembrar, de forma automática e extremamente simples, garantido economia em tempo real.

Também é importante salientar que a SD-WAN diminui custos de investimento em infraestrutura tecnológica por não demandar a instalação de novos servidores e poder inclusive ser criada com o aproveitamento do legado das redes WAN tradicionais.

A SD-WAN ainda permite que a empresa visualize quais ferramentas de transmissão de dados estão sendo usadas e qual a pressão exercida sobre cada um dos canais. É possível identificar, por exemplo, que a rede de 4G usada principalmente em VoIP (ligações feitas pela internet) é insuficiente, avaliando ter chegado a hora de encontrar um novo provedor de redes móveis.

Qualificação dos canais

A SD-WAN também considera a qualidade da rede para transmissões em longa distância, podendo identificar, por exemplo, se a rede 4G usada por um funcionário apresenta problemas de queda ou brechas de segurança. Se sim, basta direcionar o tráfego para uma internet wi-fi segura.

O objetivo aqui é garantir não apenas a fluidez dos dados, mas principalmente a integridade das redes. Por isso, o programa não considera apenas as condições individuais de cada canal, mas é capaz de identificar aqueles que estão congestionados, precisando de um certo alívio. Assim, a comunicação é redirecionada para meios adequados, evitando sobrecarga e quedas no sistema.

Adaptação em etapas

Na prática, muita gente ainda hesita antes de implementar qualquer nova tecnologia. E, em certa medida, o temor até é justificado: além do investimento financeiro necessário, a empresa fica em um momento de transição, período em que podem surgir ruídos e mal-entendidos em relação à compreensão da solução.

No entanto, a implementação da SD-WAN na empresa não precisa ser um processo traumático, com a tecnologia sendo inserida aos poucos para não causar maiores prejuízos à rotina empresarial. Os primeiros testes, por exemplo, podem ser feitos em momentos de folga dos colaboradores, antes ou depois do expediente. Assim, a implementação não é atropelada, seguindo o ritmo da própria companhia.

A organização ainda pode adotar um sistema em que os primeiros usuários não apenas testam a nova ferramenta, mas são capazes de replicar o conhecimento na empresa. Cria-se, assim, um fluxo de adaptação ao recurso que passa a ser adotado por todas as equipes, tudo de forma planejada.

Garantia de segurança

Não é nenhuma novidade: a segurança dos dados é preocupação constante de qualquer negócio. Afinal, é com base nessas informações que são tomadas decisões estratégicas e é feito o controle de todos os processos internos. A garantia da integridade dos dados e do acesso a eles deve, portanto, ser requisito de qualquer solução de TI.

Soluções de SD-WAN são acompanhadas de recursos como firewalls e criptografia avançada para assegurar que os dados corporativos só sejam acessados por quem realmente tem autorização para tal. Além disso, a empresa fica protegida contra malwares e outras ameaças virtuais que usam brechas em sistemas tradicionais para atuar.

Nesse ponto, a SD-WAN não demanda uma nova curva de aprendizagem, com os protocolos de segurança e autorização das redes tradicionais podendo ser usados normalmente em uma rede balanceada via software, preservando todos os investimentos anteriores realizados em prol da segurança digital.

A grande vantagem é que, por manter uma monitoria constante sobre os canais de comunicação, é possível usar a SD-WAN para detectar ameaças antes que elas se concretizem. Assim, o negócio pode adotar ações que evitam prejuízos e ainda otimizem a qualidade das transmissões, tirando a empresa de uma posição em que ela precisa dirimir impactos negativos de problemas para um ponto em que é capaz de evitar dores de cabeça.

A essa altura, você já sabe o que é SD-WAN e entendeu que essa é uma importante ferramenta para a segurança das informações corporativas. Mas que tal conhecer mais ferramentas e metodologias para afastar riscos? Então leia agora mesmo nosso post sobre como garantir a segurança digital da empresa!